sexta-feira, 15 de maio de 2009

As idéias estão tristes

Um cara de muitas e inquietantes idéias. Uma mente brilhante, é convencional, mas é uma forma muito verdadeira da gente se referir ao Augusto Pontes que nos deixou bem tristes hoje. Idéia era com ele mesmo. Na defesa das suas não lhe faltavam argumentos, mas ao final dizia: "Eu penso assim, mas se alguém me convencer que eu estou errado, mudo de idéia".

Caro Augusto, hoje o dia se iniciou triste com a sua partida no comecinho da manhã. Eu estou muito triste, comovido mesmo. Estivemos juntos há poucos dias, com a Fernanda do Val e a Maria Amélia, a Maru, conversando sobre mais um de seus projetos ousados. "Molhamos a palavra", como você dizia, enquanto relembramos fatos, analisamos outros atuais e sorrimos muito. Procurarei guardar essa última imagem sua e por isso não quis lhe ver ali prostado, como se estive morto. Perdôe-me por essa, mas é meu jeito de manter vivas as pessoas que gosto tanto. E peço que não me venham dizer que estou errado, porque não vou mudar de idéia.

Augusto, se você encontrar o Petrúcio em algum lugar por aí, façam algo tão belo quanto essa aí.



Lupiscínica
Petrúcio Maia e Augusto Pontes


Vamos adiar essa briga, amor
Eu estou cansado
Deite aqui do lado e não fale mais
Eu estou calado
E não balance essa chave
Vai acordar meu
A tua bolsa guarda segredos de mim
E por mais que mexa e remexa
É você que não deixa ver
Quantas vezes eu mudei de conversa, pra não falar
Quantas vezes eu dobrei de esquina, pra não ver
E hoje sinto ciúmes até da tua falta
Mas não vou mais matar
Matar ninguém por tua causa
Mate-me que já te matei
Inutilmente bêbado, triste como um peixe afogado
Na madrugada sonolento
De bolero em bolero
Acuerda-te daqui a poco
Você está com a vida que pediu à Deus
Acuerda-te daqui a poco
Você está com a vida que pediu, adeus


3 comentários:

Fernanda disse...

Ai Inácio, tanta coisa pra dizer, não?

Fico também com as imagens, idéias e risadas daquela feliz e produtiva tarde de 1ª de maio. Que maravilha e inquietação foi decifrar os pensamentos de sua mente indomável e a meticulosidade e doçura de suas anotações.

Fernanda disse...

Não sei se fui clara, mas me referia no texto acima à mente e anotações do Augusto.

maria disse...

Acho que a tristeza tomou conta de todos que tiveram o privilégio de conhecer Augusto Pontes um dia.

Ele era sábio,modesto,e muito simples ,e foi um grande colaborador da gestão pública em Sobral.

Aqui vamos homenagea-lo para sempre porque apesar dele ter sido contra,mas a Escola de Comunicação Cultura,Oficios e Artes leva seu nome
Existe nome mais apropriado??