domingo, 16 de agosto de 2009

Woodstock, música e amizade



Eu nem lembro direito qual foi a primeira e quantas vezes assisti ao documentário sobre o Festival de Woodstock, mas sei que me emocionei muito, gostei demais e por isso vi muitas vezes. Na época minha turma de amigos, que nunca deixou de existir, se encontrava muito, no Colégio Sobralense, nas nossas casas, nas praças do São João ou João Pessoa, no bosque - um lugar que ainda era pouco frequentado, mas nós frequentávamos todos os dias -, nos muitos lugares de Sobral em que pudéssemos desfrutar daquela amizade infinita que nos unia e une até hoje, mesmo ao Xyko e ao João Cícero que partiram mais cedo. A música exercia, e ainda exerce, uma forte influência em nossas vidas. Todos nunca deixamos de gostar muito de música e ela também nunca nos deixou. Alguns foram além do gostar e compuseram, tocaram e ainda tocam muita música.

É difícil, nestes dias de comemoração dos 40 anos de Woodstock, dizer o que mais gosto, qual música mais me toca. Há muitas mesmo, mas eu não queria deixar de regitrar uma e optei por "With A Little Help From My Friends", dos Beatles, que o Joe Cocker interpretou de uma maneira absolutamente antológica, sem que se possa fazer um só reparo e para que se possa deixar fluir toda emoção que se tem direito. Optei por ela para saudar meus amigos, O Xyko e o João (os apressadinhos, no dizer do finado Augusto Pontes), o Fernando, o João Rodrigues, o Adeodato, o Nildon "Iocc", o Jefferson, o Felipe e as meninas Nampaula e Maria (minhas irmãs e amigas, muito queridas), a Nanteresa, a Regina e a Adelaide, que naqueles tempos destoaram do comportamento sob medida que se cobrava delas principalmente.

Ali, quando os anos 1970 se despediam, a gente ousou, fez muito do queria fazer, arriscou a fazer o que não conseguiu e fez uma amizade infinita. Nada do que fizemos foi esquecido por nenhum de nós e tudo que fizemos marcou nossas vidas para sempre. Vivemos, curtimos, realizamos, crescemos, amamos, ficamos eternos e nunca nos faltou, "uma pequena ajuda dos amigos". A vocês, meus amigos e minhas amigas, carinho!

2 comentários:

Fernanda disse...

Da imensa tela do Cine São Luiz as inesquecíveis e estreladas botas azuis saltaram para as minhas eternas lembrancas.

maria disse...

Essa coisa da música sempre foi mesmo muito forte em todos nós ,integrantes de um grupo de amigos que "pensava diferente" e comigo me acompanha até hoje,porque dentro dos projetos da Em Pauta Produções, o projeto de música POR DO SOM ,cujo propósito é formar novas platéias,e mostrar que existe coisas bem legais,fora do que se impõe.
Woodstok foi muito mais que 3 dias de festival,foi um jeito diferente de se olhar o mundo.

parte de uma turma de amigos que