domingo, 2 de novembro de 2008

A música e a perna do Saci

O Flávio Paiva, cabra muito do bom, tá encabeçado uma campanha pró-Saci, que eu tô é dentro, e nesta madrugada, que uns bestas tão por aí comemorando um tal de "raluim", eu saúdo nosso Pererê, com o artigo delicioso do cabra d'Independência que saiu no Diário do Nordeste.

"Em uma vasculhada pelo acervo do pesquisador Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez), do jornalista Nelson Augusto, da Rádio Universitária e nas minhas próprias reservas fonográficas, encontrei dezenas de músicas compostas por força da existência do Saci-Pererê. Em todas as décadas do último século, o Saci foi cantado com muita espirituosidade nos mais distintos ambientes da música plural brasileira. Esse fenômeno de expressão de vigor marginal aos interesses dos sistemas dominantes reforça a minha hipótese da perna invisível da cultura, segundo a qual os casos de amputações simbólicas, como o da perna do Saci, estariam relacionados a uma resposta neurocultural de valorização das essências e não das formas ou funções."
Leia o resto clicando aqui

Um comentário:

Joan disse...

Carvalho, no primeiro semestre desse ano eu sugeri para a Marieta, dona da Escola Arco-Íris, onde os meus meninos estudam, que ela fizesse algo relativo ao Saci em contraposição a essa festa americanalhada. Pois bem, ela e o pessoal da escola compraram a idéia e fizeram a noite do saci, de 30 para 31 de outubro. Não preciso nem dizer que foi um sucesso e que os meninos adoraram, né? Diogo e João Pedro saíram de casa às oito da noite e voltaram no outro dia às nove da manhã. Acho que iniciativas como essa, como o trabalho do Flávio, como o pessoal da SOSACI, são grandes contribuições em defesa da nossa cultura.
Abraços,
Joan