terça-feira, 16 de novembro de 2010

Guarany, o sobralense campeão

Uma emoção muito grande me pegou no domingo à tarde lá no estádio Juncão, em Sobral, quando participei da conquista do Guarany Sponting Club, primeiro time cearense a conquistar um título brasileiro de futebol. Nem liguei se era a Série D, ou a 4ª Divisão, mas depois que me dei conta de como é difícil a vida dos times que jogam nessa altura do campeonato, digo é que pode ter muito mais valor. Consolo? Nada disso! Nada de passagens pagas pela CBF, quase nenhum espaço na mídia, raro patrocínio porque as empresas só bancam quem tá badalado, time desmontado e remontado porque os chamados "times grandes" levam os talentos revelados na prata da casa. Dificuldade muita ser campeão da Quartona!

O domingo já ia pra mais da metade quando me larguei de Fortaleza pra Sobral junto com três estrangeiros em relação à  Metrópole: Benjamin, nascido em Moçambique, criado na África do Sul, vivido em Portugal e hoje brasileiro adotado, casado e querido de todos nós; Thallis, nascido em Vassouras, RJ, criado em Volta Redonda, adotado por Fortaleza, fluminense de nascimento, flamenguista de coração, cearense de mulher, filho e amigos que lhe querem muito bem; e Guilherme, nascido em Fortaleza, desejoso de saber sobre o mundo inteiro, querido, amado e corujado por esse pai ilimitado de chamego. De todos o que menos sabe de futebol, sou eu, mas pouco como eu gostam tanto de viver grandes emoções. Fui buscá-las no meu nascedouro.

Já chegamos com o Juncão lotado. Todos ali queriam ser campeões, anfitrões e visitantes, que nem torcida trouxeram - mais dificuldades da 4ª Série. Arrumamos uma beiradinha de arquibancada, de onde víamos o jogo pelos "quadradinhos do alambrado", disse-nos Benjamin com seu jeito lusitano de falar. "Só o Guarany pra trazer o Inácio à Sobral", era o jeito carinhosos dos amigos falarem de saudade. E eu ali, feliz entre eles, com meu filho e outros amigos queridos com quem desejei compartilhar alegria.

A quase certeza que todos nós tínhamos da vitória se confirmou com quatro belos gols dos destemidos jogadores do Cacique do Vale. Dois em cada tempo, entremeados por um solitário gol visitante, que preocupou muito pouco. No final uma festa grande encheu Sobral inteira de alegria, mostrando que ali todos torcem pelo Guarany, mesmo que sejam polígamos.

Pois é, quem quiser que nos ature com nosso bairrismo, muito mais uma forma descontraída de viver com alegria do que qualquer tipo de exclusivismo. Essa ninguém nos tira, o Guarany de Sobral conquistou o primeiro título nacional pro futebol cearense, coisa que os "grandes" tão muito longe de conquistarem. Daqui pra frente novos desafios. O primeiro é não deixar o time ser desmontado e com ele tentar ganhar o Campeonato Cearense de 2011, que em 2010, esteve bem próximo. Outro desafio é se segurar na Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro ou quem sabe ousar subir um pouco mais. Pouca modéstia? Que nada! Ousadia! É assim a vida. É preciso ousar, forma mais correta de se viver e superar desafios.

Dá-lhe Guará!




Pra ver os gols do Guarany na final é só clicar aqui.

4 comentários:

Samia disse...

Sei não..mas lendo seu texto..dá até vontade de ser torcedora do Guarany...coisa de dar inveja aos torcedores dos outros times...Parabéns pela conquista...
bjinhos..

BF disse...

Oi companheiro, foi sem duvida uma viagem muito divirtida e o guarani não ganhou somente o titulo de campeão da serie D mas tambem um simpatizante Lusitano. Adorei a companhia e gostei muito de Sobral.
Agora é obrigatório estarmos os quatro em todas as finais do Guará mesmo correndo o risco das primeiras damas irem para o zé bizerra....eheheheheh. Obrigado por proporcionar um passeio memorável.
Abraços

e viva Portugal - 4x0 com a Espanha.eheheheh

Hanah disse...

Bom dia ,meu amigo Carvalho,permita assim chamá-lo,adorei tudo a respeito do nosso querido Guarany,obrigado pela divulgação no seu bloger,estamos todos de parabéns,desistir jamais afinal somos brasileiros,um abraço,
Ana Gláucia Gomes

Inácio Carvalho disse...

o Guarany é assim, como Sobral, conquista as melhores pessoas, como o casal Samita e Benjamin, e orgulha a amiga Hanah.

Benjamin, você é sempre um convidado para nossas idas ã Sobral e aos jogos do Cacique do Vale. E assim a vida bem fica.