quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Receita do Neruda, pra viver muito

Gabo e Neruda, dois cabras vivedores

Ao meu compadre e amigo muito querido, Pedro Parente, um ano mais vivido hoje.

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo
todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não arrisca
vestir uma cor nova e não fala a quem não conhece;

Morre lentamente quem faz da TV o seu Guru ou quem evita uma paixão,
quem não segue os seus impulsos e prefere tudo a preto e branco e os
pingos sobre os "is" a um remoinho de emoções, justamente os que não
resgatam o brilho de um olhar, um sorriso de um bocejo, e quem tem
medo de corações aos tropeções e de sentimentos;

Morre lentamente que não atira os papeis ao ar quando está feliz no
trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um
sonho, quem não se permite pelo menos uma vez ao dia fugir dos
conselhos sensatos;
  

Morre lentamente quem não viaja, não lê, não ouve música, quem não acha
graça de si mesmo, quem destroi o seu amor próprio, quem não se deixa
ajudar, quem passa os dias a queixar-se da sua má sorte ou da chuva
incessante, quem não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não
responde quando lhe perguntam sobre algo que sabe. Evitemos a morte em
suaves prestações recordando sempre que estar vivo exige mais que
simplesmente respirar.

Se vais enganar, que seja o teu estomago, se vais chorar que seja de
alegria, se vais mentir que seja sobre a tua idade, se vais roubar,
que seja um beijo, se vais perder, que seja o medo, se tens fome, que
seja de amor, e se é para ser feliz,... que o sejas todos os dias!

3 comentários:

Parentes disse...

"...se vais mentir que seja sobre a tua idade" - Por isso eu digo que tenho a mesma idade do Inacio Carvalho... Se ele mentir, me darei bem.. kkk Amo vc cara...

maria disse...

Quando quero me deparar com fatos curiosos,ou crônicas que nos fazem repensar sobre "as coisas da vida",vou direto ao "Do Carvalho" e sempre saio com alma renovada.

Que coisa mais linda essa do Neruda,esse vou copiar Inácio,repassar pros amigos e colocar na cabeceira.

Inácio Carvalho disse...

vocês, Maria e Pedrinho, me comeovem com tanto carinho...