sábado, 23 de agosto de 2008

Oh Linda!

A correria ainda não me deixou ver todos os programas e inserções da campanha eleitoral de Fortaleza mas, do que já consegui ver, juntado com meu aprendizado duns vinte e tantos anos, digo que a coisa tá grudadinha nas pesquisas. Tudo orientado nas “quanti”e nas “quali”, que é o modo do “marquetês” chamar as pesquisar quantitativas e qualitativas.

Nem vou aqui querer falar de pesquisa, nem mesmo de campanha eleitoral mesmo, sobre isso vou arrumar mais um tanto grande de fôlego. Quero mesmo é dar um cheiro público nessa mocinha aí da foto, a quem a Luizianne Lins tem de agradecer de dia e de noite. Digo uma coisa aqui, a prefeita fez até um bucado de coisa, mas das coisas mais bem feitas acho que nada tá sendo melhor do que a política habitacional. É casa construída, é casa reformada, é casa financiada, é papel da casa, é coisa que num se acaba mais. É tanta coisa que na sexta-feira rendeu um programa inteiro e um monte de inserção da Luizianne sobre moradia .

Pois a Olinda Marques, que tá no comando disso tudo desde o primeiro dia da Luizianne na Prefeitura, além de boa gestora pública é uma criatura doce – com todo direito de azedar quando der vontade e for necessário -, sensível e bem humorada. Num gostar dela é quase um pecado, pois teve quem gostasse de vê-la longe da Habitafor. Eita que tem gente burra nesse mundo!

A propaganda eleitoral pra reeleger a prefeita, dizem as pesquisas, precisa atingir um povo que tá lá na periferia da Fortaleza que ainda nem ficou muito bela. É gente muita que a direita, sincera ou travestida, tem suas armas pra conquistar, mas é um povo que sabe dar valor à casa pra morar.

Já falei que ainda num tenho muito como falar da campanha toda, mas se Fortaleza não esquece o que Luizianne fez pra ela, como ia esquecer as casas que a Olinda arrumou pra sua gente?

4 comentários:

Assessoria de Imprensa disse...

Ela é o pulmão da Prefeitura de Fortaleza.

Chicontoin disse...

Essa tal de Olinda deve ser muito competente mesmo porque pra tirar um elogio desses do Inácio Carvalho não é fácil!
Ô Inácio, ô Inácio, rapaz, pede a essa mulher pra dar uma ajudinha aqui na tua terra. O nosso amigo Leônidas é muito bom, mas acho que Sobral e a população ia gostar muito de uma coisa como essa mulher faz na administração da Luizianne Lins.

Por sinal, conterrâneo, a mulher ganha ou não ganha?

Eduardo disse...

Se a mulher é pulmão essa assessoria de imprensa deve sabe, mas pelo que eu li ela é uma máquina de trabalhar. Tomara que a Luizianne ganhe e ela fique. Uma pena que no Brasil uma pessoa assim não possa ficar na administração, independente do prefeito, ou da prefeita.

Inácio Carvalho disse...

Pronto, agora a Olinda virou a sensação Do Carvalho! Também pra que eu fui tornar pública minha admiração por ela?

Olhe comentaristas, eu confesso que fico mesmo muito feliz em ver que a Olinda é assim, mas quero dizer que ela não faz isso tudo só. O time dela é muito bom, aliás ela formou inclusive o time da Habitafor, que antes nem existia. Tive oportunidade de conhecer o organograma da Fundação quando a Luizianne ia assumir e, sinceramente, aquilo era uma coisa feita pra não funcionar.No time da Olinda quero destacar a Eliana Gomes - espero que todo mundo se sinta representando por ela -, que trabalhou na Assessoria Comunitária até um ano atrás e só saiu porque foi assumir, merecidamente, o mandato de vereadora por 7 meses e agora é candidata a reeleição - sim, porque apesar de algumas resistências até na equipe dela, eu acho que a Eliana nunca deixou de ser vereadora.

Pro meu conterrâneo só posso dizer que nossa city vai muito bem ( num sei bem como vai a política habitacional) e creio que se o Leônidas for reeleito, e parece que vai, vou tentar falar com o vice dele, de quem sou muito amigo, pra ver se pega uma dicas da Olinda. Certo?

Eduardo, esse lance de um gestor mudar seus auxiales é mais do que normal, não é só no Brasil que é assim. O chefe do executivo representa um posicionamento político, por isso pessoas como a Olinda jamais teriam espaço pra trabalhar em administrações com um perfil diferente da Luizianne. Moroni e Patrícia nunca dariam a ela condições de fazer o que ela faz, por isso deve sim haver mudança sim, talvez não fosse necessário mudar todos os cargos, mas os que exercem funções estratégicas eu sou favotável a mudança.

Por fim, mais uma coisa muito interessante que a Olinda faz: além de valorizar as mulhares, donas de casa, dando-lhes o "papel da casa", a maioria dos conjuntos habitacionais recebe o nome de mulheres lutadoras do nosso povo como, algumas inclusive desconhecidas mas que devem ser como a Socorro Abreu - líder estudantil da UNIFOR que foi assinada pelo marido - e Jana Barroso - estudante cearense que lutou na Guerrilha do Araguaia.

Isso é linda, Olinda!