quinta-feira, 8 de abril de 2010

Brasília, um bem querer

Hoje o PCdoB vai oficializar seu apoio à Dilma num ato aqui em Brasília, onde estou desde ontem. Vim antes para coisas de trabalho, mas aproveitei também pra reencontrar muita gente querida, amizades que fiz há mais de 15 anos quando morei aqui por 15 meses. Fico meio comovido com a acolhida que tenho, sinal de que foram bem regadas as sementes que aqui deixei.

Tenho vindo pouco aqui. Meu trabalho é totalmente ligado à Brasília, mas a inventividade humana já dispensa a minha presença física e por isso muita coisa tá onlaine. Quando venho o bem querer por esse lugar bonito, gostoso, acolhedor, bom de trabalhar e cheia de gente querida cresce, assim como a saudade, quando vou.

Daqui duas semanas a cidade vai completar 50 anos. Eu até gostaria de estar na festa, mas acho que vai uma coisa meio melancólica porque o astral da cidade tá meio baixo por conta de revelações da Caixa de Pandora. Clima de felicidade num tem por aqui e o pior é que a perspectiva não é de melhores dias. Se a criatura Arruda foi flagrada, quem ameaça voltar é o criador Roriz. Assim não tem astral que se segure.

Mas Brasília se recupera. Aqui é um patrimônio da humanidade, da natureza, um centro de muita vitalidade do país haverá de renascer a vida, a dignidade e o novo tempo que empolga o Brasil, criando um novo astral, num plano mais elevado, num plano alto.

3 comentários:

Emerson Saboia disse...

Amigo, a política é algo muito complexo mesmo. Ler que o PCdoB vai apoiar a Dilma é igual beber cachaça e tirar gosto com leite, não desce. Principalmente depois do episódio com a Lina Maria.
Ps. Teu blog é muiiiiiito lido, então preciso de um favor. Escreve algo sobre nossa iniciativa de adotarmos a praça aqui da Oficina do Senhor. O blog é http://pracaviva.blogspot.com .

Abraços

LUCIANO disse...

Inácio
Sou seu leitor assíduo. Gosto do que você escreve, principalmente da sua espontaneidade. Você se apresenta como o mesmo Inácio que pegava minha carona para faculdade, nos idos de 1984/85: Inteligente, perspicaz e com muita sensibilidade.
Parabéns.
Com relação ao PC do B, fico triste ao saber que poderá apoiar Eunicio Oliveira e Tasso para o Senado.
O que está ocorrendo, Inácio. Um partido com uma história de luta tão bonita.
Abraços do amigo
Luciano Frota

Inácio Carvalho disse...

Meus caros amigos Emerson e Luciano, pra começar é uma satisfação muito grande tê-los como leitores. Vocês já devem ter percebido o quanto faço questão de marcar minha sobralidade, ou sobralice, pra parecer algum mais forte. Por esta razão e assiduidade de vocês me envaidece mais ainda.

Por esta razão também lhes darei mais atenção e buscarei comentar vossos comentários.

De fato, Emerson, o que mais me atrai na política é sua complexidade. O jogo político é um desafio e com desafios a vida se torna mais interessante. Não gostaria de misturar cachaça com leite, mas lembro também que uma boa batida se faz justamente com uma equilibrada mistura dessas duas bebidas aparentemente distintas.

O PCdoB é um partido que gosta de desafios e esta é a razão de persistirmos há tanto tempo na busca de um caminho de desenvolvimento com valorização do trabalho, capaz de gerar o bem estar para nosso povo, ao lado da democracia, da soberania nacional, da justiça social. Dilma representa a continuidade do ciclo iniciado por Lula em 2003, com muitos acertos e eventuais problemas que acabam por servir como mais um desafio a ser superado. Sinceramente acho o episódio Lina muito pequeno para o muito grande que conseguimos. Episódio que, por sinal, foi utilizado pelos tucanos desejosos de arrumar algo para criar constrangimentos ao governo positivo de Lula. Lina acabou por servir a esse propósito, infelizmente.

Luciano, velho amigo, como é bom ver que você sacou bem o espírito do blog, falar das coisas com espontaneidade. Quero ser o mesmo, um pouco mais vivido e com a contribuição dos velhos e novos amigos. Sobre as eleições eu lhe asseguro que não fugiremos de nossa "história de luta tão bonita", que você nos qualifica. Não comprometeremos essa trajetória apoiando o Tasso, "o maior político cearense vivo contra o Lula", como disse o deputado Lula Morais, pode ficar certo certeza. Quanto à Eunício, trata-se de uma característica do partido dos comunistas do Brasil: o espírito de unidade e a lealdade aos compromissos. Sabemos das limitações de alguns aliados, tanto de um lado como do outro, mas não seremos nós os responsáveis pela ruptura da unidade, mas também não deixamos de fazer a necessária crítica, o reparo que ajuda a seguirmos em frente e mesmo divergirmos com veemência, se isso se fizer necessario. Acredito que este é o melhor caminho.

Emerson, vou dar minha força ao Praça Viva. Aguarde.

Abraços conterrâneos.