sexta-feira, 9 de julho de 2010

Um trem pra casa



Uma coisa que lamento muito é que no Brasil praticamente não se use trem pra viajar. Gosto muito de viagens e não tem nenhum jeito mais gostoso de viajar do que num trem. Pelo menos dos que eu conheço e acho que viajei de quase todo jeito, tirando foguete, ônibus espacial e algum outro menos comum. O trem é poético, é musical, é manhoso, é romântico, não é ligeiro, nem lento demais, é o jeito mais bacana mesmo. Agora, viajar, de trem e no rumo de casa, aí num muita pouca coisa melhor não.

Não sei se é pelo trem, se é pela música mesmo ou se é porque indica o caminho de casa, mas Last Train Home, do Pat Metheny é dessas músicas que você nunca quer que acabe. Já gosto dela desde muito tempo e até já a ouvi executada pelo próprio, num show em Brasília, quando eu morava por lá. Foi um deleite quase sem igual.

Hoje tô com saudade de casa, com vontade de ficar em casa, com vontade de voltar pra casa, pegar um trem e deixar pra trás uma gente "chata e careta", como diz Cazuza. Acho que por essa razão essa música grudou na minha mente. Escute.

Um comentário: