quarta-feira, 15 de abril de 2009

Educação para todos

Guilherme, esse rapaz aí da foto, usa poucas palavras pra perguntar ou responder. Na última segunda feira, enquanto voltávamos do colégio onde ele estuda, o 7 de Setembro, meu filho perguntou porque tantos colégios como o Cristhus, o Ari de Sá e o dele, funcionavam ali tão próximos. Respondi que era porque os colégios disputavam os alunos que moravam na área, em torno do bairro Aldeota, da chamada classe média alta. Sua reação foi com uma pergunta que revela uam certa preocupação social. Disse meu menino: "Pai, e os alunos do Conjunto Zé Walter, também não têm direito a um colégio?"

5 comentários:

Fernanda disse...

Existe um ditado que diz:
Filho de peixe, peixinho é!

sOnitA disse...

kkkkk =DD isso, tripudie! fique falando essa coisa de metros rasos pra ver se não corto relações contigo! kkkkkkk

*seu filhote é um fofo. e tem bom coração e bom raciocínio. agora, se vai serguir os passos do pai.. ja é outra história, ne. lá em casa acho q o dom pra política parou no meu pai. ninguém mais quer saber de abraçar a causa. =o|

Mika, Bia e Gá disse...

Guilherme é uma pessoa linda!!!!
mas com esse DNa não podia ser outra coisa

Ada disse...

Que bunitin! Prá quem ele puxou?
(muitos risos). Beijos

Ivo Braga disse...

É isso aí Guilhermezão em defesa da educação pública, gratuita, de qualidade e universal!
Tem futuro na UJS esse menino!
hehehehe
abraço.