quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A dor do autor

Uma das agradáveis novidades do rádio no Ceará é a Rádio FM Assembléia,96,7 Mhz, da Assembléia Legislativa do Ceará. Pra começar é mais uma forma da população acompanhar as sessões, os debates e as coisas que acontecem no legislativo estadual. Mas além disso a programação musical é muito boa, variada e com uma grande valorização da música brasileira. Agora, o toque especial é que cada música é apresentada com um brevíssimo, mas importantíssimo histórico que cita os autores e contextualiza a composição. Isso é coisa da Fátima Abreu, diretora da rádio que no começo repetia muitas músicas porque poucas tinham muitas apresentações prontas e era preciso que se dissesse pelo menos quem são os autores.

Pois bem, quando lançou um disco independente, há uns quinze anos, o Geraldo Azevedo incluiu a música Dona da Minha Cabeça, dele e do Moraes Moreira. Só que o Fagner também pediu pra gravar e o Geraldo num quis muito, mas de tanto o Raimundo insistir, acabou cedendo com a condição de que a música não fosse usada como "carro chefe". Ela já tinha sido escolhida pra cumprir esse papel no disco independente, que já tem naturalmente mais dificuldade no mercado dominado pelas grandes gravadoras. E num é que aconteceu justamente o contrário do que o Geraldinho pediu? Quando contou essa história no caderno Cultura, do jornal O POVO, ele disse que a música virou uma "dor na minha cabeça". Aproveite e gaste três minutos e meio curtindo essa bela versão acústica.

2 comentários:

Soninha disse...

Gastar três minutos e meio?

Tu estás louco?

Eu ganhei três minutos e meio... e que belíssima "dor na minha cabeça". Já gostava da música e adorei a curiosidade sobre ela.

Conte-nos outras curiosidades sobre músicas.

Beijo

Renata disse...

"...não há um porto seguro, futuro também não há... mas faz tanta diferença..." Isso é lindo demais da conta, num é...